Ir al contenido principal Ir al menú de navegación principal Ir al pie de página del sitio

Texto inédito de Ricardo Bruno Mendes Gonçalves

https://doi.org/10.18294/sc.2022.4084

Publicado May 11, 2022 Open Access


Naomar Almeida Filho PhD en Epidemiología. Investigador I-A, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Profesor Titular jubilado, Instituto de Saúde Coletiva, Universidade Federal da Bahia. Profesor Visitante, Instituto de Estudos Avançados, Universidade de São Paulo, Brasil. image/svg+xml , José Ricardo Ayres Médico. Doctor en Medicina. Profesor Titular, Departamento de Medicina Preventiva, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, Brasil. image/svg+xml



Vistas de resumen
299
Cargando métricas ...


Palabras claves:

Epidemiología, Salud Colectiva, Práctica Médica, Métodos Epidemiológicos


Resumen


Este editorial se centra en un texto inédito que Salud Colectiva publicó recientemente, en el que Ricardo Bruno Mendes Gonçalves aborda la relación entre la epidemiología y la práctica médica, y realiza una interpretación original de las ciencias de la salud como sustrato de la democracia. Se trata de la conferencia dictada el 16 de diciembre de 1988, en el marco de la apertura del seminario “Epidemiología clínica: ¿campo científico posible o nueva ideología médica?”, organizado por el Departamento de Medicina Preventiva, de la Universidade Federal da Bahia, Brasil.


Referencias bibliográficas


1. Mendes-Gonçalves RB. Epidemiología y práctica médica. Salud Colectiva. 2022;18:e4013.

2. Mendes-Gonçalves RB. Medicina e história: raízes sociais do trabalho médico. [Dissertação de Mestrado]. São Paulo: Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo; 1979.

3. Mendes-Gonçalves RB. Medicina e historia: raíces sociales del trabajo médico. México DF: Siglo Veintiuno Editores; 1984.

4. Mendes-Gonçalves RB. Tecnologia e organização social das práticas de saúde: características tecnológicas do processo de trabalho da rede estadual de Centros de Saúde de São Paulo. [Tese de Doutorado]. São Paulo: Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo; 1986.

5. Mendes-Gonçalves RB. Tecnologia e organização social das práticas de saúde: características tecnológicas do processo de trabalho da rede estadual de Centros de Saúde de São Paulo. São Paulo: Hucitec; 1994.

6. Mendes-Gonçalves RB. Reflexão sobre a articulação entre a investigação epidemiológica e a prática médica a propósito das doenças crônicas degenerativas. En: Carvalheiro JR, org. Textos de Apoio – Epidemiologia I. Rio de Janeiro: ABRASCO, PEC-ENSP; 1985. p. 31-88.

7. Pellegrini A, Nicoletti L. Pesquisa em Saúde Coletiva. Estudos de Saúde Coletiva. 1986;4:41-52.

8. Silva JA, Mendes-Gonçalves RB, Goldbaum M. Atenção primária em saúde: avaliação da experiência do Vale do Ribeira. Brasília: Ministério da Saúde; 1986.

9. Mendes-Gonçalves RB. O campo de atuação do médico sanitarista. En: Formação, aperfeiçoamento e campo de atuação do médico sanitarista. São Paulo: Associação dos Médicos Sanitaristas do Estado de São Paulo, Associação dos Médicos Sanitarista; 1987. p. 5-9.

10. Mendes-Gonçalves RB, Elias PEM, Marsiglia RG. Contribuição para o debate sobre residência em Medicina Preventiva e Social. Estudos de Saúde Coletiva. 1987;5:41-52.

11. Mendes-Gonçalves RB. Práticas de saúde e tecnologia: contribuição para a reflexão teórica. Brasília: Organização Panamericana de Saúde; 1988. (Série Desenvolvimento de Sistemas de Saúde No. 6).

12. Mendes-Gonçalves RB. Processo de trabalho em saúde. São Paulo: Departamento de Medicina Preventiva; 1988. (Mimeo).

13. Mendes-Gonçalves RB. Trabalho em saúde e pesquisa: reflexão a propósito das possibilidades e limites da prática de enfermagem. En: Anais do V Seminário Nacional de Pesquisa em Enfermagem. Belo Horizonte: Centro de estudos e Pesquisas em Enfermagem; 1988. p. 27-39.

14. Mendes-Gonçalves RB. Prefácio. En: Almeida Filho N. Epidemiologia sem números: uma introdução crítica à ciência epidemiológica. Rio de Janeiro: Campus; 1989.

15. Mendes-Gonçalves RB, Schraiber LB, Nemes MIB. Seis teses sobre a ação programática em saúde. Espaço para a Saúde. 1989;1(1):34-43.

16. Mendes-Gonçalves RB. Contribuição à discussão sobre as relações entre teoria, objeto e método em epidemiologia. En: Anais do I Congresso Brasileiro de Epidemiologia – Epidemiologia e desigualdade social: os desafios do final do século XX. Rio de Janeiro: ABRASCO; 1990. p. 346-361.

17. Mendes-Gonçalves RB. Reflexão sobre a articulação entre a investigação epidemiológica e a prática médica a propósito das doenças crônicas degenerativas. En: Costa DC, org. Epidemiologia: teoria e objeto. São Paulo: HUCITEC; 1990. p. 39-86.

18. Mendes-Gonçalves RB, Schraiber LB, Nemes MIB. Seis teses sobre a ação programática em saúde. En: Schraiber LB, org. Programação em saúde hoje. São Paulo: HUCITEC; 1990. p. 37-63.

19. Mendes-Gonçalves RB. O processo tecnológico do trabalho em saúde. Divulgação em Saúde para Debate. 1991;4:97-102.

20. Marsiglia RG, Mendes-Gonçalves RB, Carvalho EA. A produção do conhecimento e das práticas. Terapia Ocupacional. 1991;2(2/3):114-126.

21. Mendes-Gonçalves RB. Cecília Donnangelo hoje. Saúde e Sociedade. 1992;1(1):3-5.

22. Mendes-Gonçalves RB. Práticas de saúde: processos de trabalho e necessidades. São Paulo: CEFOR; 1992.

23. Schraiber LB, Médici A, Mendes-Gonçalves RB. El Reto de la educación médica frente a los nuevos paradigmas económicos tecnológicos. Educación Médica y Salud. 1994;28(1):20-52.

24. Mendes-Gonçalves RB. Epidemiologia e emancipação (Resenha). História, Ciências, Saúde – Manguinhos. 1995;2(2):138-141.

25. Mendes-Gonçalves RB. Prefácio. En: Ayres JRCM. Epidemiologia e emancipação. São Paulo: HUCITEC; 1995. p. 13-20.

26. Mendes-Gonçalves RB. Seres humanos e práticas de saúde: comentários sobre “Razão e Planejamento”. En: Gallo E, org. Razão e planejamento: reflexões sobre política, estratégia e liberdade. São Paulo: HUCITEC; 1995. p. 13-31.

27. Schraiber LB, Mendes-Gonçalves RB. Necessidades de saúde e atenção primária. En: Schraiber LB, Nemes MIB, Mendes-Gonçalves RB, orgs. Saúde do Adulto: ações e programas na unidade básica. São Paulo: HUCITEC; 1996. p. 29-47.

28. Schraiber LB, Nemes MIB, Mendes-Gonçalves RB, orgs. Saúde do Adulto: ações e programas na unidade básica. São Paulo: HUCITEC; 1996.

29. Schraiber LB, Nemes MIB, Mendes-Gonçalves RB. Apresentação. En: Schraiber LB, Nemes MIB, Mendes-Gonçalves RB, orgs. Saúde do Adulto: ações e programas na unidade básica. São Paulo: HUCITEC; 1996. p. 23-28.

30. Ayres JR; Santos L, orgs. Saúde, sociedade & história: Ricardo Bruno Mendes-Gonçalves. São Paulo: Hucitec; 2017.